Swings Park: Um playground construído em Taipei com resíduos urbanos

Swings Park: Um playground construído em Taipei com resíduos urbanos

Parte da iniciativa “Recriar Taipei”, a o projeto de economia circular visa dar uma nova vida aos recursos de resíduos urbanos.

Um coletivo artístico espanhol chamado Basurama, focado no desenvolvimento de usos inovadores de resíduos para destacar a importância da reciclagem de recursos, e o City Yeast, um estúdio de design com sede em Taipei (Taiwan) que se dedica a criar ações como forma de ativar a cidade e seus cidadãos, se juntaram para criar o Swings Park, um playground totalmente construído com resíduos.

Taipei recebeu o título de Capital Mundial do Design em 2016 e a intervenção fez parte da iniciativa “Recriar Taipei”. O projeto de economia circular visa dar uma nova vida aos recursos de resíduos urbanos, bem como expandir a perspectiva das pessoas sobre os espaços públicos e a identidade do parque.

Localizado embaixo de uma das vias expressas mais movimentadas de Taipei, o Swings Park agora ocupa esse espaço ocioso. O parque foi construído principalmente com dois resíduos: lâmpadas de rua descartadas de propriedades da prefeitura da cidade de Taipei e antigas torres de resfriamento.

Como resultado, a estrutura final é um playground de 16,5m por 6,5m de comprimento e 4m de altura. Sua cor vibrante permite que o Swings Park se destaque no meio da monotonia da cidade. Além disso, os membros da equipe criaram quatro tamanhos diferentes de balanços soldando postes de luz, incluíram uma plataforma multifuncional e projetaram uma área de descanso como uma rede.

Após o concurso  “Recriar Taipei”, o Swings Park foi mantido em seu local para servir como um exemplo de parque experimental para futuros planos de regeneração urbana.